segunda-feira, 17 de novembro de 2008

O Conto da Pitoca Boa

Vou começar logo com um protesto.

Que porra é essa que homens pensam que só as mulheres que tem que ir no médico cuidar da saúde sexual de ambos???

O roteiro simbólico é:

- Amor, vamos transar?

– Oi?

– Tran-sar.

– Mmmmm... Pode ser, amozinho da minha vida.

- Você já foi ao médico? Quero dizer, ta tudo certo com você?

- Está, mas vou novamente, assim que der (para saber se VOCÊ está em dia, pensa ela, entre a cruz e a espada).

Fico pensando se é burrice demais, confiança demais, ou desapego demais a vossas pitocas. Porque, veja você, provavelmente você já teve muitas moças rolando debaixo dos seus lençóis, e acredite, não ache que com ela é tudo diferente, apesar de que você deve acreditar nisso, com fé, muita fé. Então imagina se só as mulheres precisam saber se está tudo em dia? Agora, anotem aí, existe uma especialidade médica que cuida de pitocas chamada ANDROLOGIA. Não é cu. É pitoca. O cu é do urologista. É ele, aliás, que vai meter o dedo no seu cu, pra saber se ta tudo bem com ele. E, caso você não saiba, se você for acompanhado por um andrologista pela vida toda, o cu pode se isentar de receber o infeliz e temível dedão, daqui, a 15, 20 ou sei lá quantos anos faltam para o preventivo do câncer de cu.

Então o recado é: cuide da sua pitoca agora para não levar uma dedada nos infernos. Se você quer morrer sem cagar pra dentro.

Conheço dois casos muito próximos de homens que não cuidavam das pitocas e acabaram encrencados. O primeiro deles traiu a esposa, adquirindo Herpes Genital (eu também soltei vários arghs e ecas). Vá lá que ele é muito burrinho, mas passou pra ela, e claro que ela deu um belo chute nele porque, né? Algum dos dois tinha trepado com um lixo que sabia gemer. A outra, coitada, chegou a perder o útero por causa de complicação. Dependia de saúde pública, marido traiu, pegou doença, e acabou com a vida da outra. E a anta ta firme e forte com ele, e sem o útero. :s

As namoradas e amigas-trepantes de vocês são inteligentes, não se iludam. E se os dois forem inteligentes, até posso garantir que vão querer usar muitas camisinhas, mas o sexo não vai se resumir ao entrar e sair de pitoca num buraco úmido. Então, se um dos dois tiver doente, não vai adiantar, né não? Doente, em sexologia, é portador de alguma coisa, desde uma infecção SEM sintomas (doença pode não ter sintoma algum), até uma coisa punk, tipo AIDS. Só que um dos dois vai ter que ir no médico, e geralmente sobra para a mulher, porque ela ainda quer ter um útero decente. E então, ela vai, verificar se está tudo ok com ela.

E plim, você, HOMEM PALHAÇO, solta a pérola: não se preocupe querida, estou limpo, nunca trepo sem camisinha, e os dois embarcam no conto da pitoca boa. Fazem amor como nunca haviam feito e, caralho, ele não foi no médico!!!

A mulher se fudeu, fez quinze exames, e o palhaço vem e caga tudo. Por que ele não pode ir num andrologista? É ferir demais a dignidade masculina? Porque a mulher pode passar 4 horas na fila de uma ginecologista (e todas as grávidas passam na frente, quando não querem parir no horário que é dela), para ficar arreganhada para estudo. Depois ela passa 21542 exames entre exames de sangue, ultrasons, apertões nos seios, e também passam por um pau de plástico com direito a camisinha para sentir o útero, além de coletas de secreção para exame citológico feito numa sala escura por uma enfermeira com sovaqueira às 6h10 da manhã... A gente agüenta? Ah! Ela não te contou não é?

O homem só precisa fazer uma coisa. E ele não faz nunca. Primeiro porque são uns chatos mongóis e depois porque as mulheres não exigem! Que erro!!!

Pois bem. Como eu sou uma revoltada, mas mui amiga, vou dizer logo que em qualquer cidade há váaaaaarios andrologistas, e que, suas mulheres-trepantes, a partir de agora, vão começar a exigir tais exames. (WWW.google.com // pesquisa andrologista + sua cidade, vai aparecer todos eles, e sim, com telefone e endereço). E sabem porque? Porque estão cansadas, todas as vezes trocam de namorados, fazem mil exames e eles sempre tem algo como uma clamídea, ou sei lá mais o quê. E elas gastam dinheiro e tempo no tratamento. Um SACO!

Agora vê, as amigas que você comem, né? Vão avisar muuuito se tiverem bichadas... Então, se virem. Porque mesmo que você namore direitinho depois de um passado com muitas amigas –trepantes, o exame vai dizer: seu passado te condena!

Agora, seguem as dicas:

A mulher (ou você nela) não faz exame de mama? Sabia que você deve fazer isso com seus testículos? Se tiver algum nódulo, caroço, etc, vai logo procurar o médico, sem pensar duas vezes, para fazer uma ultrassommm fantástica. Uhuuu! Vão passar um gel gelado e uma coisinha sensível que você vai ver LOS OVOS numa telinha fantástica.

Quanto às outras doenças que você pode ter, relaxe, em geral são coisas simples que são resolvidas com antibióticos e os exames também são simples, sangue e coleta para teste citológico (em laboratório), e que você vai gastar pouco tempo para ficar limpo de vez. E quer saber, você ta fazendo isso por você mesmo, né não? 95% dos casos são resolvíveis. Alguns deles podem te complicar se não for na porra do médico, to falando!

E se você ignorou esse recado, que deus te proteja dos dedos dos infernos no teu cu caso você precise cagar pra dentro, seu merda. Um merda cagando para dentro. Merece muitos dedões.

Mas caso precise de ajuda, mande um email para mim com o assunto “minha pitoca caiu” para confrariadogrito@gmail.com, em nome de Perfídia Maria.

Um beijo se a pitoca tiver boa, na pitoca. Na boa.

12 comentários:

disse...

Muito bom!!!

Finalmente alguém que entende a necessidade dos dois se cuidarem.

Bjo

Mariana disse...

CLAP CLAP CLAP.....

Um post que precisa ser lido por muitos homens!! E mulheres!!!!!!!!!

bjs

Daniel disse...

minha pitoca é boa porra!!!!!!!!!
e eu só vou no médico se for uma super over mega galega power.

e sim, minha pitoca é boa ._.

Daniel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Perfídia disse...

Justo. A começar pelas pragas das suas pregas. Parece que não entendeu nadica, honey? Espero que tenha a sorte de ter uma namorada-trepante que cuide dos dois. Ou sei lá. Reza pra praga num pregar. ;)

ju lins disse...

rasou!

Srta. Rosa disse...

Gostei do esculacho merecido!
Agora aqui, ó:
'Porque a mulher pode passar 4 horas na fila de uma ginecologista (e todas as grávidas passam na frente, quando não querem parir no horário que é dela.' foi terapêutico también, ri da minha própria desgraça.
Pelo menos é o meu personal-gineco-japa que faz o exame. Mas só de imaginar a enfermeira sovaquenta...

Bezzos,

Kenia Mello disse...

Hehehehe! :P

Fabio Fernandes disse...

Devo admitir que passei, sim, muito tempo sem ir ao médico. Mas quando digo "ao médico" me refiro a "qualquer tipo de exame médico ou consulta médica". Sei lá, como não aparentava nenhum problema de saúde (homem tem disso, só procura tratamento pra coisa q já tá acontecendo, não previne), devo ter passado uns 5 anos sem visitar qualquer Dotô.
Aí, emprego novo, plano de saúde novo, pensei: vou gastar essa porra. Fui em inúmeros especialistas de diversas áreas, não havia nada de errado comigo ainda bem. E, também, fui analisar a minha pitoca com um andrologista.. Tá, não tinha nada de errado com minha pitoca, mas o dotô ficou pasmo ao constatar isso. E eu questionei pq, e ele respondeu q TODOS os homens só vão lá quando a pitoca tá bixada.
Depois disso, passei a gastar mais o plano de saúde, agora tenho análise geral, incluindo a pitoca, a cada 8 meses.

Afinal de contas, não achei minha pitoca no lixo. Aí cuido de mim, e de quem mais usufruir dela.

Mas a mudança de mentalidade, de uma forma geral, é uma coisa difícil de se conseguir. Mas você já começou fazendo a sua parte..

Maneiríssimo o post.

E dedões no cú de quem não cuidar da pitoca. kkkkkkkkkkk

Bjos.
Ps.: Tá linkada tá?

Daniel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Daniel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Daniel disse...

Nossa! Fui castrado aqui e nem tinha visto! Ok ok, deixa pra lá!